Buscar
  • Radio Com 98.5

COMUDE e Município articulam mobilização para a Consulta Popular

Visando arregimentar um grande número de eleitores dispostos a participar da votação da Consulta Popular 2017, o Conselho Municipal de Desenvolvimento (COMUDE) e o Governo Municipal têm mantido encontros periódicos para definir estratégias e mobilizar a população a votar no processo que acontece de 1º a 3 de agosto em todo o Estado e que definirá pontos cruciais para o desenvolvimento socioeconômico regional. Neste ano a votação da Consulta Popular será apenas via Internet. Na manhã desta quarta-feira, 12, o prefeito Jacques Barbosa, o presidente da Câmara de Vereadores Adolar Queiroz, secretários municipais, o presidente do COMUDE Diomar Formenton e demais lideranças políticas e comunitárias de Santo Ângelo participaram de reunião para mobilização de órgãos públicos municipais, estaduais e federais, de sindicalistas, de entidades de classe e representantes dos segmentos representativos da comunidade. “Estamos trabalhando na articulação para atrair eleitores locais em defesa dos interesses de Santo Ângelo e região. Estamos lutando por uma proposta de desenvolvimento, não por valores”, disse Formenton. O presidente do COMUDE ressalta que o único documento exigido nos dias de votação será o título eleitoral. Na reunião ficou definida a participação de todos os setores do Governo Municipal com ligação direta em bairros e comunidades do interior, além da adesão de entidades de classe e instituições de ensino de Santo Ângelo na mobilização da população. Durante assembleia geral, o Conselho Regional de Desenvolvimento (COREDE) definiu a cédula de votação com seis demandas restritas as áreas da agropecuária, turismo e ciência e tecnologia. Entre as prioridades definidas pelo COREDE estão a recuperação, manutenção e conservação de solos; agroindústria familiar – Sabor Gaúcho; Leite Gaúcho: fortalecimento das cadeias produtivas locais e regionais; Cadeia Produtiva do Leite, pecuária de corte e ovinocultura; infraestrutura e equipamentos para o bem receber (turismo) e no setor de ciência e tecnologia, a instalação de parques, polos e incubadoras tecnológicas. Na edição 2017 da Consulta Popular, o eleitor poderá optar por apenas um projeto, porém as três prioridades mais votadas pela população serão contempladas com recursos no Orçamento do Estado do ano que vem.



Créditos: Tarso Weber-- Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Santo Ângelo

3 visualizações

© Radiocom Santo Ângelo

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Google+ Icon