Buscar
  • Radio Com 98.5

SEMMA e parceiros lançam o Programa “Se Liga na Rede Santo Ângelo”

A finalidade é estimular a população a ligar a rede doméstica à rede coletora de esgoto da CORSAN, em áreas onde o serviço ofereça disponibilidade. Em um café da tarde destinado às autoridades, convidados e à imprensa local, ocorreu na tarde da segunda-feira, 29, na Casa do Meio Ambiente, no Parque de Exposições Siegfried Ritter, durante a 19ª FENAMILHO Internacional, o lançamento do Programa “Se Liga na Rede Santo Ângelo”, promovido pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SEMMA), Fundo de Gestão Compartilhada, CORSAN, Governo do Estado do Rio Grande do Sul, Programa Integrado de Saneamento Básico e Resíduos Sólidos (RESsanear) - Ministério Público do Estado, e Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente.A finalidade do programa é estimular a população a ligar a rede doméstica à rede coletora de esgoto da CORSAN, em áreas onde o serviço ofereça disponibilidade. Neste caso, o Governo Municipal e a CORSAN solicitam que o contribuinte exerça a responsabilidade de ligar-se à rede de esgoto, colaborando para a preservação do meio ambiente. “Em frente a cada residência em nosso município passa a rede coletora de esgoto da CORSAN e cada morador tem a responsabilidade e o dever de ligar-se na rede”, salientou o secretário municipal de Meio Ambiente, Francisco da Silva Medeiros. Em seu pronunciamento, o prefeito Jacques Barbosa frisou sobre a importância do tratamento do esgoto como algo fundamental em relação à qualidade de vida, saúde e à preservação do meio ambiente, destacando alguns problemas enfrentados no município na área do saneamento básico. “Temos outros problemas, também, na área de saneamento, como, por exemplo, o aterro sanitário, o qual requer recursos para o acompanhamento e o tratamento do chorume, e investimentos nas áreas de escoamento de água pluvial, problema que hoje afeta diversas residências no município em dias de chuva. Nós lançamos agora, juntamente com o Fundo de Gestão Compartilhada na área de saneamento, o Plano de Prevenção a Alagamentos onde serão investidos mais de R$ 2,3 milhões. Este trabalho já foi feito no Bairro Vera Cruz, em parte da Avenida Venâncio Aires e em demais vias na Zona Sul da cidade, ou seja, três primeiras de uma série de obras que serão realizadas nesta área. A gestão de resíduos é um grande desafio para os municípios”, disse. A promotora de Justiça Especializada de Santo Ângelo, Paula Regina Mohr, sintetizou que é o momento da comunidade saber da sua responsabilidade em relação a preservação do meio ambiente. “Se a pessoa não sabe como está sendo destinado o esgoto que ela produz, está na hora da mesma se informar se a residência dela possui ou não uma fossa séptica adequada, pois se não for este o destino o mesmo está causando problemas para o meio ambiente e à Saúde Pública”, explica. O superintendente Regional da Corsan, João Corin, afirmou em sua intervenção que em Santo Ângelo. 2,2 mil residências têm rede de esgoto disponível em frente à sua residência e não estão conectadas ao esgotamento sanitário, provocando sérios prejuízos ambientais. Corin anunciou que a Corsan está licitando R$ 20 milhões para obras de ampliação da rede de esgoto do município, com previsão de início para o segundo semestre dete ano, aumentado consideravelmente a capacidade de tratamento dos dejetos domésticos. Também estiveram presentes no evento, o presidente da 19ª FENAMILHO Internacional, vice-prefeito Bruno Hesse, o gerente da Corsan em Santo Ângelo, Arakém Maicá, a primeira-dama do município, Juliana Barbosa, e as soberanas da FENAMILHO Internacional.

Fotos: Fernando Gomes Colaborou: Rodrigo Bergsleithner

1 visualização

© Radiocom Santo Ângelo

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Google+ Icon