Buscar
  • Radio Com 98.5

ASLE lança pedra fundamental da sede própria


Obra deve estar concluída em quatro meses e conta com recursos na ordem de R$ 278 mil articulados pelo Governo Municipal

Depois de mais de 20 anos de espera, os membros da Academia Santo-Angelense de Letras (ASLE) estão vendo se concretizar o sonho da sede própria. A obra está sendo construída em área entre a Biblioteca Pública Policarpo Gay e o Teatro Municipal, na Rua Florêncio de Abreu.

Para a construção da obra, a ASLE contou com o apoio do Governo Municipal, que além de disponibilizar a área, ainda auxiliou na conquista do recurso de R$ 278 mil, oriundo de emenda do deputado federal Darcísio Perondi. Além disso, o prefeito Jacques Barbosa determinou o auxílio da Secretaria de Planejamento para a elaboração do projeto e a realização do processo licitatório.

O apoio do Governo Municipal foi destacado pelo presidente da ASLE, Otávio Reichert, em seu pronunciamento no lançamento da pedra fundamental. "Apoio fundamental para a materialização do sonho da nossa Academia", frisou.

O deputado estadual Eduardo Loureiro lembrou a atuação dos membros da ASLE na produção cultural e no auxílio à diversas atividades do meio, como concursos de redações promovidos por instituições de ensino, projeto Poema nos Ônibus e outros.

Já o prefeito Jacques Barbosa salientou que a sede própria fará com que a Academia fomente ainda mais cultura, o que é um benefício para toda a comunidade.

O presidente do Conselho Fiscal da ASLE, Paulo Prado, explicou que a cápsula do tempo reúne mensagens de autoridades e membros da Academia e foi colocada embaixo da pedra fundamental das obras e somente será aberta se a sede for desativada. “É diferente da “Arca do Tempo”, em que reunimos mensagens que foram colocadas no Centro de Cultura e que serão abertas em 24 de abril de 2043, no cinquentenário da ASLE”.

A Academia Santo-Angelense de Letras foi fundada em 1993 e conta com 35 cadeiras, ocupadas por escritores de Santo Ângelo e de Entre-Ijuís, com vasto currículo literário e obras de gêneros diversos, entre eles incluindo cantores e compositores, advogados, jornalistas, militares, mestres e doutores na área da Língua Portuguesa e Literatura.

No mês de abril, Otávio Reichert deixará a presidência, que passará a ser ocupada pelo advogado e colunista do Jornal das Missões, Renato Schorr, tendo como vice Paulo Prado.

Participaram da solenidade, acadêmicos da ASLE; os secretários municipais Vando Ribeiro de Souza (Turismo) e Francisco da Silva Medeiros (Meio Ambiente); coordenador da Secretaria Municipal de Cultura, Cleber Warpechowski e o diretor acadêmico da URI, Marcelo Stracke.

Texto: Hogue Dorneles

2 visualizações

© Radiocom Santo Ângelo

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Google+ Icon