Buscar
  • Radio Com 98.5

Combate e prevenção a Dengue seguem mesmo no feriado


O Governo Municipal segue com medidas de combate ao mosquito transmissor da dengue e tem atuado com ações diárias na prevenção. Durante a semana, as equipes de combate à dengue da Vigilância Ambiental e da Vigilância Sanitária da prefeitura de Santo Ângelo realizaram ações de eliminação de focos do mosquito Aedes aegypti, com varredura e eliminação de criadouros e o recolhimento de pneus, durante a visita de fiscalização e orientação em residências dos bairros Dytz, Nova, Padoim, José Alcebíades de Oliveira, Centro Sul e Oliveira.

Nesta sexta-feira, 1º de maio, feriado nacional, as atividades foram concentradas e repetidas no bairro Oliveira. As atividades prosseguem neste sábado (02) no bairro Pippi.

De acordo com o último boletim da 12ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS), na noite da quinta-feira (30), o município conta com 194 casos confirmados de Dengue.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Luis Carlos Cavalheiro, para evitar a doença, é fundamental manter as ações de eliminação dos focos do mosquito e ficar atento para o surgimento dos primeiros sintomas da doença. "Os sintomas incluem febre alta, com início súbito, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, manchas e erupções na pele, cansaço extremo, dores nas articulações, náuseas e vômitos", disse.

A coordenadora da Vigilância Ambiental de Santo Ângelo, Selenir Arruda, explica que em algumas áreas do município, onde foram encontrados focos do mosquito Aedes aegipty, houve a aplicação do fumacê. "As pessoas devem limpar o pátio de suas casas, jogando no lixo o que não é utilizado; tirar a água dos potes das plantas, colocar garrafas vazias de cabeça para baixo; tampar tonéis, depósitos de água, caixas d'água e qualquer tipo de recipiente que possa preservar água, além de manter os quintais bem varridos, eliminando recipientes que possam acumular água como, por exemplo: tampas de garrafas, cascas de ovos, folhas e sacolas plásticas. As vasilhas devem ser lavadas e escovadas (vasilha de água e comida de animais, pratos de plantas, tonéis, etc.)", explica.

Texto: Rodrigo Bergsleithner

Fotos: Divulgação

0 visualização

© Radiocom Santo Ângelo

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Google+ Icon