Buscar
  • Radio Com 98.5

Desarticulada quadrilha que simulava compras para roubar cargas na Serra

O que era para ser uma simples entrega de carga, após acerto entre vendedor e comprador, acabava virando roubo mediante ameaça. Segundo a investigação, uma quadrilha da Serra simulava compras de produtos para assaltar transportadores. A Polícia Civil descobriu o esquema, comandado por um preso, e deflagrou uma operação na manhã desta quinta-feira (27) para prender os suspeitos de integrar o grupo. Os mandados judiciais, sendo cinco de prisão temporária, foram cumpridos nas cidades de Caxias do Sul e Farroupilha, na Serra, em Feliz, no Vale do Caí, e Canoas, na Região Metropolitana. Até 7h45min, três criminosos haviam sido presos.

Tudo começou no dia 5 de março, quando um detento do Presídio Regional de Caxias do Sul entrou em contato com um distribuidor de ração animal do município para simular a compra de um carregamento do produto. No local e no dia combinados, um motorista de caminhão foi assaltado ao realizar a entrega da mercadoria.

Segundo a polícia, o grupo agiu de forma violenta e fez várias ameaças ao transportador. A ração foi retirada do veículo e a vítima, liberada. Depois disso, os ladrões revenderam parte do produto para receptadores já pré-agendados.

O delegado Alexandre Fleck, da Delegacia de Roubo de Cargas do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), responsável pela operação realizada nesta quinta-feira, diz que passou a investigar o caso e que três suspeitos foram detidos logo após o roubo, além de ter sido recuperada parte da ração animal.

Investigação

Com a investigação em andamento desde março, Fleck conseguiu identificar os suspeitos, solicitando à Justiça os mandados de prisão. Além disso, descobriu que o grupo também praticou crime de estelionato ao fazer compras de máquinas na Serra com supostos cheques roubados. A polícia investiga vários outros roubos que teriam sido realizados pelo grupo e também os receptadores das cargas. Por enquanto, Fleck não pode dar mais detalhes dos outros casos averiguados para não prejudicar o andamento do trabalho, mas acredita que muitas vítimas possam procurar o Deic após a operação desta manhã.Ao todo, 31 agentes cumpriram os mandados judicias. Além de policiais do Deic, a ação contou com o apoio da Delegacia de Repressão de Ações Criminosas Organizadas (Draco) de Caxias do Sul. Segundo Fleck, a ação foi realizada, mesmo antes de finalizar a apuração de outros casos, para evitar que mais transportadores fossem vítimas da quadrilha.— Depois da operação deflagrada, além esperarmos o contato de outras possíveis vítimas, esperamos conseguir a prisão preventiva dos suspeitos — afirma Fleck.


Fonte: Gaúcha ZH

0 visualização

© Radiocom Santo Ângelo

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Google+ Icon