Buscar
  • Radio Com 98.5

Definidas as músicas do 13º Canto Missioneiro de Santo Ângelo

Anúncio das 32 músicas classificadas para as etapas geral e local e do Canto Piá foram anunciadas em noite de Luiz Carlos Borges

A Secretaria Municipal de Cultura e Esporte anunciou na noite desta sexta-feira, 08, as músicas que subirão ao palco do 13º Canto Missioneiro da Música Nativa e do 12º Canto Piá Missioneiro, eventos que serão realizados de 11 a 13 de agosto, no Centro Histórico de Santo Ângelo.

O anúncio foi durante evento realizado no Clube Gaúcho, com show de Luiz Carlos Borges e participação especial de Anahy Guedes e Andresito Guarany, e gravação do programa “De Campo e Alma” da Rede Bandeirantes, com Fabio Oliveira e convidados.

Na solenidade de abertura do anúncio das 32 músicas classificadas – 12 para a fase geral, 10 local e dez do Canto Piá Missioneiro (mirim e juvenil), o prefeito Jacques Barbosa, o secretário municipal de Cultura e Esportes, Marco André München, e o presidente do Canto, Marco Augusto München, saudaram o bom público presente, destacando o trabalho dos jurados. “É uma grande responsabilidade selecionar apenas 32 músicas entre as mais de 650 composições inscritas”, disse o prefeito. Jacques ressaltou os projetos de incentivo à cultura do Governo Municipal, entre eles o programa desenvolvido nas escolas municipais que estimula a cultura gaúcha entre os eles. “Estamos preparando as crianças para as nossas tradições. Ali está o nosso futuro, o futuro do Canto Missioneiro”, declarou.

CLASSIFICADAS

Foram doze classificadas para a etapa geral e as dez que estarão na fase local do Canto Missioneiro:

Etapa geral:

Dez artoches e um segredo missioneiro - Letra: Bianca Bergman - Melodia: Aline Ribas

A grota do meu coração - Letra: Luiz Corrêa - Melodia: Luiz Corrêa

Bate o sino – Letra e Melodia: Érlon Péricles

Camponesas - Letra: Antônio Léo Rodrigues - Melodia: Nirion Machado

Cuando agosto se va - Letra: Felipe Corrêa - Melodia: Miguel Dario Diaz

De mano pra mano - Letra: Cláudio Vargas - Melodia: Cláudio Vargas

O grito dos filhos da terra - Letra: Igor Silveira - Melodia: Robledo Martins/Igor Silveira

Pelos caminhos do sul - Letra: Eron Carvalho - Melodia: Marinês Siqueira

Permanência - Letra: Rafael Machado - Melodia: Kiko Goulart

Pescando saudades - Letra: Rodrigo Rodrigues - Melodia: Riva Rodrigues

Só a saudade se aproxima - Letra: Otávio Lisboa/Jari Terres - Melodia: Jari Terres

Vende-se gaita - Letra: Carlos Omar Villela Gomes - Melodia: Diego Machado/Nilton Ferreira

Etapa local:

Assim sou eu - Letra: Eron Carvalho - Melodia: Rubilar Ferreira

É só pro gasto – Letra e Melodia: Otávio Reichert

Eternos - Letra: Francisco Carneiro Neto - Melodia: José Mauro Ribeiro Nardes

João da gaita - Letra: Mauro Notargiacomo - Melodia: Mauro Notargiacomo

Mais um mate - Letra: Délcio Dani - Melodia: Claudino de Lucca

Menina tupi – Letra e Melodia: Kauanny Klein

Meu coleginho de infância – Letra e Melodia: Cláudio Vargas

Peão campeiro – Letra e Melodia: Mauro Thomé

Recuerdos de tempo e vida – Letra e Melodia: Ezequiel Paiva

Resgates missioneiros - Letra: Maria Melo - Melodia: Eduardo Maycá

Piá Missioneiro Mirim

Abre esta gaita – Intérprete Alícia Noronha Erenzel

Nego Betão – Intérprete Inácio Leal Arrussul

Sal e sangue – Intérprete Valentina Corrêa Oliveira

Chinoca – Intérprete Ariel Magnus

Dança dos trigais – Dafne Magnus

Canto Piá Juvenil

O pecado – Intérprete Emanuele Corrêa

O que me tira de casa – João Vitor Camargo

Cicatriz – Intérprete Amanda Nunes

Infância Maneada – Bianca Berton Largo

Cordas de espinho – Arthur Koch Vieira

JURADOS

A comissão avaliadora das mais de 650 composições inscritas esteve formada por Fábio de Oliveira, Luiz Carlos Borges, Anahy Guedes, Tadeu Martins e Leandro Rodrigues. Foram três dias de exaustivo trabalho para os avaliadores.

MASCOTE

O Mascote “Querubim Yvy” (terra em Guarani) também teve a sua noite de estreia nas ações de divulgação do festival, sendo apresentado na cerimônia de divulgação das músicas classificadas.

O secretário municipal de Cultura, Marco André München, explica que o Mascote foi concebido por meio do programa “O Canto Missioneiro vai à Escola”, com a participação de mais de 200 alunos das redes pública e privada de ensino de Santo Ângelo. No concurso, uma comissão avaliou o nome para mascote – Yvy foi o escolhido – e o desenho, que serviu de inspiração ao artista plástico Tadeu Martins, para a criação do Querubim.

Fotos: Fernando Gomes





7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Acerca das manifestações populares que vêm ocorrendo em inúmeros locais do País, a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira reafirmam seu compromisso irrestrito e inabalável