Buscar
  • Radio Com 98.5

Evento destaca crédito rural como ferramenta para o desenvolvimento do campo

Abordar o crédito rural como ferramenta para o desenvolvimento do campo, com assistência técnica orientada e geração de renda para as famílias. Este foi um dos objetivos de um evento realizado na tarde desta segunda-feira (29/08), na Casa da Emater/RS-Ascar, na Expointer 2022. Na ocasião, extensonistas da Emater/RS-Ascar e representantes de instituições financeiras discutiram os caminhos na busca por impactar de forma positiva os agricultores, por meio da elaboração de projetos de custeio e de investimento de forma segura.

Acompanhado pelo presidente da Emater/RS Alex Corrêa, pelo diretor administrativo Alexandre Durans e pelo gerente regional de Porto Alegre, Elias Davi Kuck, o evento contou ainda com visita guiada pelas parcelas em que os participantes conheceram as ações de secagem e armazenagem de grãos, de energia solar fotovoltaica, de inspeção de pulverizadores, de agroindústria familiar e de fruticultura. Em cada espaço, os extensionistas explicaram a metodologia que consolida projetos de crédito em cada área e como são utilizadas as linhas de financiamento disponíveis.

“O crédito rural é uma ferramenta que impacta de forma muito positiva as famílias assistidas, podendo ser uma porta de entrada que aproxima os agricultores da extensão rural”, destacou Corrêa. Já Kuck valorizou a parceria entre a Emater/RS-Ascar e as instituições financeiras. “É um trabalho em rede, que visa a fortalecer essa ação”, destacou. Exemplos de projetos realizados nos 497 municípios do Estado não faltam. “Até o momento em 2022 foram aportados mais de R$ 950 milhões em quase 15 mil projetos elaborados. O que corresponde a 30% a mais do que no ano passado”, enfatizou o extensionista da Emater/RS-Ascar responsável pelo Crédito Rural, Célio Colle.

O evento foi concluído com homenagem ao extensionista Adolfo Guilherme Martins Costa, que faleceu em fevereiro deste ano. Engenheiro agrônomo e técnico na área de crédito rural, Costa atuou durante mais de 20 anos na Instituição, deixando um amplo legado. Como forma de preservar a sua memória, a sala de reuniões da Casa da Emater/RS-Ascar passa a receber o nome do extensionista.



Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar na Expointer

11 visualizações0 comentário