Buscar
  • Radio Com 98.5

Pesquisa indica que 77% das MPEs gaúchas vendem online

Cada vez mais habituados ao uso de ferramenta digitais, pequenos negócios começam a perceber oportunidades na utilização de dados para tomada de decisão

Amplamente empregada no contexto das grandes empresas, a inteligência de dados começa a chamar a atenção das pequenas empresas gaúchas. É o que aponta a 22ª edição Pesquisa de Monitoramento dos Pequenos Negócios do Sebrae RS. Segundo o levantamento, 77% das MPEs gaúchas vendem online e 35% informam utilizar dados gerados pelas ferramentas digitais na tomada de decisão de seus negócios.

“Estratégias antes restritas às médias e grandes empresas, como a utilização de dados para tomada de decisões de negócios, entram na agenda das pequenas empresas”, resume o diretor-superintendente do Sebrae RS, André Godoy. O empoderamento do consumidor, a partir da digitalização das informações à sua disposição, que ampliou significativamente seu poder de escolha, é o principal fator a indicar a necessidade do uso de dados como vantagem competitiva para a sobrevivência dos negócios. “Os pequenos negócios precisam estar atentos para a importância das informações geradas a partir da utilização de dados, pois elas serão cada vez mais determinantes na captação das tendências de comportamento do consumidor que guiarão as estratégias das empresas”, explica.

No mesmo sentido, o uso de ferramentas e canais digitais para venda e relacionamento com o consumidor continua um desafio para o segmento das MPEs. Para a maioria dos empreendedores (41%) o uso de ferramentas digitais ainda representa até 10% do faturamento mensal, percentual ainda considerado pequeno. Para 26% das MPEs, este valor fica entre 11% e 30%, para 17% das MPES, de 31% a 60% do faturamento. Apenas para 17% dos pequenos negócios, a estratégia online corresponde a mais de 60% do seu faturamento do mês.

Quando perguntados “Quais dados e ferramentas utiliza?”, os empreendedores gaúchos apontaram Facebook (22%), Instagram (18%), Whatsapp (18%), Youtube (8%) e Google Ads e Analytics (6% somados), como suas ferramentas de maior utilização.

Foto: Freepik



1 visualização0 comentário