Buscar
  • Radio Com 98.5

Prefeitos defendem acordo entre DNIT e empresa para a obra da ponte internacional

Assembleia da AMM tratou de estratégias para projetos estruturantes de logística para a região das Missões. Voos a São Paulo estão confirmados para 18 de outubro

A Associação dos Municípios das Missões (AMM) realizou a sua Assembleia Geral Ordinária do mês de julho na sexta-feira, 22, na sede da entidade em Cerro Largo, atualizando as pautas regionais em relação às rodovias, os voos a São Paulo a partir de outubro e a Ponte Internacional ligando Porto Xavier, no Brasil a San Javier, na Argentina.

Sobre a Ponte Internacional, o prefeito de Santo Ângelo e presidente da AMM, Jacques Barbosa, solicitou que o prefeito de Porto Xavier, Gilberto Menin, e o prefeito de São Nicolau e vice-presidente da associação, Ricardo Klein, fossem a Brasília fim de acompanhar as negociações entre o Ministério da Infraestrutura, o Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (DNIT) e a empresa que mais se aproximou do valor para a execução da obra. Os prefeitos seguiram para a capital federal ainda no domingo, onde estarão participando da audiência que buscará um acordo entre a proposta do Governo Federal de R$ 220 milhões e a da empresa, que orçou a obra em R$ 251 milhões.

A abertura da licitação foi na semana passada e as seis empresas concorrentes, interessadas na obra de ligação entre Brasil e Argentina, apresentaram propostas com valor acima do referencial apresentado pelo Ministério da Infraestrutura. O ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, acenou com a possibilidade de um acordo com as empresas ou o lançamento de um novo edital no dia 15 de agosto, com abertura das propostas em nove de setembro.

HSA E URI

Na assembleia, os prefeitos receberam a direção do Hospital Santo Ângelo (HSA) com a apresentação do balanço anual e divulgação dos serviços prestados pela casa de saúde para a adesão de novos municípios parceiros; o diretor do Parque Científico e Tecnológico das Missões – TecnoURI, Rômulo Madrid de Mello, e o empresário Pedro Fontella, também foram convidados para a apresentação do Programa de Qualificação Profissional.

A direção do HSA esteve representada pela provedora Isabel Câmara, o diretor Clínico Dr. Renato Salzano, o administrador Gelson Schneider e da assessoria jurídica.

PAUTAS REGIONAIS

O presidente atualizou a pauta prioritárias da região relatando sobre o encontro realizado em São Miguel das Missões com a equipe técnica da GOL Linhas Aéreas e a confirmação do voo inaugural entre o Aeroporto Regional Sepé Tiaraju, de Santo Ângelo, e Guarulhos, no Estado de São Paulo, para o dia 18 de outubro. Jacques convidou os prefeitos para uma audiência com o Governo do Estado nesta semana, quando será tratado da instalação do corpo de bombeiros no aeroporto. A audiência será na quinta-feira.

Jacques destacou o trabalho em parceria realizado com as entidades de classe de Santo Ângelo que tornaram a obra de aterramento da cabeceira da pista possível e anunciou que a AMM, com os voos a São Paulo confirmados, precisa debater estratégias para alavancar o turismo, o fortalecimento dos empreendimentos e a atração de novas empresas para a região. “Precisamos planejar roteiros que mantenham o turista na região, com um pacote de atrações elaborado em conjunto entre os municípios missioneiros”, defendeu o prefeito de Santo Ângelo.

BR 285 - A instalação das terceiras faixas no trecho entre Panambi e Entre-Ijuís, de acordo com o superintendente do DNIT no Rio Grande do Sul, Hiratan Pinheiro da Silva, está com o Estudo de Viabilidade Técnica Ambiental (EVTA) pronto e há projeção da duplicação do trecho Entre-Ijuís e São Borja. Segundo Jacques, o projeto executivo desta obra está orçado em torno de R$ 40 milhões. “Estamos buscando uma estratégia para articular com a Bancada Gaúcha no Congresso Nacional uma reunião com a participação dos prefeitos e, por meio de emenda de bancada, garantir este valor”, assinalou o presidente da AMM.

Ainda sobre a BR 285, a associação de municípios deverá protocolar documento no DNIT para a construção do trevo de acesso a Caibaté. O custo da obra é de R$ 1,2 milhão.

BR 472 – O trecho entre São Borja e Porto Xavier ainda não tem o EVTA. A AMM deverá articular com a Bancada Gaúcha no Congresso Nacional para que o estudo seja feito.

ERS 344 – O projeto executivo para a duplicação de trechos da ERS 344 da BR 285 em Entre-Ijuís a Santa Rosa, foi orçado em R$ 400 mil. O custeio será entre as associações de municípios das Missões e Fronteira Noroeste, com contrapartida dos municípios que serão contemplados diretamente. “Depois de o projeto técnico concluído, vamos articular para a inclusão da obra na Lei de Diretrizes Orçamentárias do estado”, assegurou Jacques.

ASSEMBLEIA DE AGOSTO

Os prefeitos marcaram a próxima assembleia geral da associação para os dias 25 e 26 de agosto, em Porto Alegre, com a presença dos candidatos ao Governo do Estado. “Vamos cobrar o comprometimento dos candidatos com as pautas da região missioneira”, afirmou o presidente da AMM.

Fotos: Izabel Ribas






2 visualizações0 comentário