top of page
Buscar
  • Foto do escritorRadio Com 98.5

Santo Ângelo declara situação de emergência em função da estiagem

Prejuízos na agropecuária somam R$ 143 milhões. Município já investiu R$ 347 mil para amenizar efeitos da escassez hídrica no interior. Corsan descarta racionamento

O prefeito Jacques Barbosa, assinou na tarde de quinta-feira, 02 o decreto que declara Santo Ângelo em situação de emergência em razão da estiagem que assola o município, atendendo à indicação das entidades que integram o Conselho Municipal de Desenvolvimento Agropecuário (Comdasa).

Laudos técnicos elaborados pelo Governo Municipal, Emater e pelas entidades do setor primário apontam que a falta de chuvas está gerando um prejuízo avaliado em R$ 143.049.449,00 na produção de grãos e na pecuária leiteira e de corte, com perdas de 60% na safra do milho sequeiro e 35% nas lavouras de soja. Já a pecuária registrou perdas de 50% no gado de corte e na produção leiteira.

De acordo com o levantamento, a estimativa da safra do milho sequeiro era de 130 sacas de 60 quilos por hectares e a produção ficou em 39, um prejuízo de mais de R$ 20 milhões considerando o preço da saca em R$ 82. Na cultura da soja, a estimativa de produtividade era 55 sacas/hectare e não deve passar de 39 sacas/hectare, um dano financeiro de R$ 113 milhões.

INVESTIMENTOS

Relatório das secretarias de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, de Desenvolvimento Social e Cidadania, de Desenvolvimento Rural e da Defesa Civil de Santo Ângelo revelam que o Governo Municipal já investiu R$ 347.415,13 no socorro aos atingidos do meio rural, considerando a utilização de veículos, maquinário e aquisição de equipamentos para garantir o abastecimento de água potável às famílias.

ABASTECIMENTO DE ÁGUA

A Superintendência Regional da Corsan, por meio de ofício enviado à Secretaria de Governo e Relações Institucionais, descarta a hipótese de racionamento no abastecimento de água à população e informou que monitora diariamente os níveis de captação, atenta a possíveis alterações pela falta de chuvas.

Em nota, a direção da Acisa manifesta que o período crítico da estiagem também está impactando o comércio local com perdas de receita.

PRESENÇAS

Estiveram presentes no ato de assinatura do decreto os secretários municipais Jânio Bones (Governo e Relações Institucionais) e Adolar Queiroz (Desenvolvimento Social e Cidadania); o presidente da Câmara de Vereadores, Carlos Alberto Gonçalves; o coordenador da Defesa Civil local, Paulo da Rosa; os membros do Comdasa Daniel Casarin e Oswaldino Lucca (Sindicato dos Trabalhadores Rurais); Reinaldo Machado (Aprocohsa); Diomar Formenton (Secretária de Desenvolvimento Rural); Darci Galvão e Fábio Saragoso.




2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

PROJETO SACOLA LITERÁRIA

Como forma de incentivar a leitura dentro de sala de aula, a professora Lisandra Saragoso, do Instituto Estadual de Educação Odão Felippe Pippi, realiza o projeto Sacola Literária: uma ação de aprendi

Comments


bottom of page