top of page
Buscar
  • Foto do escritorRadio Com 98.5

Santo Ângelo irá decretar situação de emergência em razão da estiagem

Prejuízos com a escassez de chuvas já superam os R$ 140 milhões na agricultura. Perdas na pecuária de leite e nos hortigranjeiros estão sendo levantados

Atendendo à solicitação do Conselho Municipal de Desenvolvimento Agropecuário de Santo Ângelo (Comdasa), o prefeito Jacques Barbosa irá decretar Situação de Emergência no município em razão da estiagem.

De acordo com levantamento parcial apresentado pelo conselho e pela Emater, os prejuízos na safra de grãos somam mais de 140 milhões. Também há registro de perdas na pecuária leiteira e de corte, na produção de hortifrutigranjeiros, com números finais sendo levantados pela Emater. Segundo o conselho, há dificuldades para a dessedentação do rebanho e, em algumas propriedades rurais, água potável dos poços artesianos está sendo disponibilizada para os animais.



A decisão foi tomada no final da tarde desta quinta-feira, 26, em assembleia extraordinária do Comdasa, realizada no Gabinete do Executivo, com a apresentação das perdas financeiras provocadas pela falta de chuvas com volumes consideráveis no município.

Conforme levantamento da Comissão de Estatísticas Agropecuária (Comsea) do IBGE, a cultura do milho apresenta quebra de 70%, um prejuízo avaliado em R$ 21 milhões e a soja com quebra de 35%, um dano financeiro estimado em R$ 119 milhões.

De posse das avaliações dos prejuízos públicos e privados em função da escassez hídrica, o prefeito Jacques determinou à Secretaria de Governo e Relações Institucionais e à Defesa Civil a organização dos laudos necessários para o envio ao Estado.

O secretário de Governo e Relações Institucionais, Jânio Bones, estima que os laudos e a documentação necessária estejam juntados para a formatação do decreto na próxima semana. O prefeito Jacques agendou a assinatura do documento na quinta-feira, dia 2, às 15h30min, em seu gabinete.

Segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Social e Cidadania, Adolar Queiroz, e o coordenador da Defesa Civil, Paulo da Rosa, visitas em propriedades rurais estão sendo realizadas para uma avaliação sobre o número de famílias afetadas pela estiagem.

IRRIGAÇÃO

Na assembleia, o prefeito voltou a frisar a necessidade de políticas públicas dos governos do Estado e Federal para projetos e programas de irrigação e de reservação de água, em especial para as pequenas propriedades, defendendo um movimento organizado dos setores produtivos para pressionar e buscar soluções. Jacques lembrou que este é o segundo ano consecutivo que o município decreta situação de emergência em função da estiagem.

ASSEMBLEIA

Também participaram da assembleia o vice-presidente do Comdasa, Ivan Preuss; o secretário municipal de Desenvolvimento Rural (SDR) Álvaro Uggeri Rodrigues; os presidentes de entidades que integram o conselho Daniel Casarin (Sindicato dos Trabalhadores Rurais - STR) e Laurindo Nikititz (Sindicato Rural); Márcia Dezen, chefe do Escritório local da Emater; o agricultor Darci Galvão; o vice-presidente do STR, Oswaldino Lucca; Reinaldo Machado, representando a

Aprocohsa; Diomar Formenton, coordenador de Projetos e Programas da SDR; e o tenente Cristiano Machado, coordenador regional da Defesa Civil do Estado.


Fotos: Fernando Gomes

Fonte:Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura de Santo Ângelo


4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

PROJETO SACOLA LITERÁRIA

Como forma de incentivar a leitura dentro de sala de aula, a professora Lisandra Saragoso, do Instituto Estadual de Educação Odão Felippe Pippi, realiza o projeto Sacola Literária: uma ação de aprendi

Comments


bottom of page