Buscar
  • Radio Com 98.5

Santo Ângelo terá Centro Regional de Referência do Autismo

Convênio com o Estado deverá ser assinado nos próximos dias. Município cederá estrutura e o Estado custeará os profissionais para o atendimento


Em reunião realizada na tarde desta sexta-feira, 22, o prefeito Jacques Barbosa confirmou a instalação em Santo Ângelo do Centro Regional de Referência em Transtorno do Espectro Autista (TEA), com estrutura cedida pelo Governo Municipal em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES/RS) que repassará valores mensais para o custeio dos profissionais de psicologia, psiquiatria e fisioterapia.


O anúncio do Executivo foi feito após reunião com o deputado Eduardo Loureiro, com base na lei estadual 15.322 de sua autoria e que estabelece a descentralização do serviço; na presença do vice-prefeito Dr. Volnei Teixeira; da secretária adjunta da Saúde, Andréia Bernardi e da psicóloga Mariliane Adriana Monteiro, que elaborou o projeto local.


O Governo Municipal está articulando um local para a instalação do centro e encaminhou os trâmites para a aquisição do mobiliário e dos equipamentos necessários. De acordo com o prefeito Jacques, a antiga sede administrativa da Secretaria de Obras, na Rua Marechal Floriano, deverá ser o local escolhido. Jacques determinou um levantamento para a reforma e adequação do espaço. Ele também solicitou a análise jurídica para a assinatura do convênio, por meio do Programa TEAcolhe RS. “Estamos trabalhando com agilidade para atender as exigências do Estado e disponibilizar a prestação dos serviços ainda este ano”, assinalou o chefe do Executivo.


No convênio com o Governo do Estado, a SES/RS repassará R$ 20 mil mensais para os profissionais para o atendimento do Centro de Referência e o município cederá a estrutura física adequada para o seu funcionamento.


AMA


O prefeito Jacques também estuda um local para a instalação da sede Associação de Movimento Autista (AMA) de Santo Ângelo. Em recente reunião, articulada pelo deputado Eduardo Loureiro, a direção da entidade manifestou a necessidade de uma sede própria para o atendimento a crianças com o transtorno e seus familiares.


Foto: Fernando Gomes



0 visualização0 comentário